PT confirma rompimento com governo Paulo Câmara e PSB: ‘tratamento inaceitável e desrespeitoso na campanha do Recife’

O PT de Pernambuco oficializou, por meio de nota, nesta quinta-feira (14), o rompimento com o governo Paulo Câmara e a entrega de cargos na gestão estadual.

“É uma consequência política do acirrado enfrentamento eleitoral municipal de 2020, especialmente no Recife, onde recebemos da campanha do PSB tratamento inaceitável, desrespeitoso e incompatível com o histórico de relacionamento de nivel elevado entre nossas siglas”, diz trecho de nota do PT.

No Recife, no segundo turno, houve um acirramento por parte do PSB, do então candidato João Campos, em relação ao PT. que tinha Marília Arraes como candidata.

Ainda de acordo com o PT de Pernambuco, o rompimento da aliança com o PSB ocorre por influência da direção nacional da sigla petista.

“Decorre também da posição da direção nacional do PT que não produziu nenhuma manifestação pública ou reservada que demonstrasse o interesse em preservar nossa participação no governo como espaço facilitador de conversas entre as duas siglas em nível nacional”, afirma nota do PT de Pernambuco, assinada pelo presidente estadual da sigla. Doriel Barros.

Além de Doriel, a bancada de deputados estaduais do PT tem Dulcicleide Amorim e Teresa Leitão. O trio será independente na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Há possibilidade de formação de um bloco à esquerda com as Juntas (PSOL).

“A partir de agora, assumimos um posicionamento de independência em relação ao governo estadual que pautará também a nossa conduta na Assembleia Legislativa de Pernambuco”, informa o PT.

Veja a nota do PT-PE na integra

Nota sobre a entrega de cargos ao Governo do Estado

Como resultado de debates internos sobre a continuidade da participação do Partido dos Trabalhadores no Governo do Estado, decidimos deixar os cargos que o PT ocupa na atual gestão(PSB-PE).

Nossa participação na gestão foi uma decorrência natural da aliança que celebramos com o PSB em 2018 e que teve resultados extremamente positivos para ambos os partidos, entre os quais as reeleições do governador Paulo Câmara no primeiro turno e do senador Humberto Costa, além da significativa contribuição ao desempenho eleitoral de Fernando Haddad no primeiro e segundo turnos das eleições presidenciais.

Ao longo desses dois anos, o PT contribuiu de forma decisiva para o sucesso da administração estadual, desenvolvendo políticas públicas com criatividade, competência e compromisso com a maioria da população, especialmente no segmento da agricultura familiar. Implantamos um trabalho que, se continuado, permitirá a colheita de importantes frutos para a gestão estadual e mudanças estruturais nesses setores.

Nosso posicionamento não decorre de divergências administrativas com o governo que consideramos estar cumprindo os compromissos celebrados no programa de governo referendado em 2018 pela população pernambucana. É uma consequência política do acirrado enfrentamento eleitoral municipal de 2020, especialmente no Recife, onde recebemos da campanha do PSB tratamento inaceitável, desrespeitoso e incompatível com o histórico de relacionamento de nível elevado entre nossas siglas.

Decorre também da posição da direção nacional do PT que não produziu nenhuma manifestação pública ou reservada que demonstrasse o interesse em preservar nossa participação no governo como espaço facilitador de conversas entre as duas siglas em nível nacional.

A partir de agora, assumimos um posicionamento de independência em relação ao governo estadual que pautará também a nossa conduta na Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Esperamos ainda a continuidade de um diálogo respeitoso com o governo estadual e com a própria

Frente Popular

Recife, 14 de janeiro de 2021.

Doriel Barros

Presidente do Partido dos Trabalhadores de

Pernambuco.

Rompimento

O encontro do PT para discutir a entrega de cargos no governo Paulo Câmara e os rumos do partido acabou por volta das 10h. O partido decidiu sair do governo do Estado.

Como resultado, a bancada de deputados estaduais deve adotar uma postura independente na Alepe. Há possibilidade de formação de um bloco de oposição à esquerda com as Juntas (PSOL).

O encontro foi por videoconferência. Segundo apurou o blog, o encontro foi marcado na noite desta quarta feira (13), véspera do encontro.

No estado, o partido comanda a Secretaria de desenvolvimento Agrário, com Dilson Peixoto, O cargo deverá ser entregue nas próximas horas. O Blog revelou recentemente que PP e PDT miram assumir a pasta no lugar dos petistas.

PT e PSB

O atual secretário de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco é Dilson Peixoto, do PT, por indicação da ala próxima ao senador Humberto Costa.

Os petistas decidiram pelo rompimento no plano estadual após a campanha acirrada em ataques entre os dois partidos na disputa do segundo turno pela prefeitura do Recife entre João Campos e Marilia Arraes

Em Pernambuco, o PT foi aliado ao governador Paulo Câmara (PSB) até este 14 de janeiro, apesar de divergências internas na sigla após o segundo turno da eleição para a prefeitura do Recife.

Na capital pernambucana, a legenda petista acabou derrotada com Marilia Arraes pela candidatura de João Campos (PSB).

João Campos endossou antipetismo no Recife

Na eleição do Recife, após fazer, no primeiro turno, uma campanha com tom propositivo e explorando a imagem da juventude do candidato João Campos, no segundo turno, o tom mudou no discurso do PSB. Largando atrás segundo as pesquisas de intenções de voto, o partido adotou como estratégia o antipetismo na capital, sobretudo no eleitorado conservador e da classe média.

Também houve difusão de panfletos apócrifos em frente a igrejas e templos religiosos com mensagens apontando a candidata Marilia Arraes como contrária ao cristianismo e contra a Biblia. A autoria não foi identificada pela Justiça Eleitoral, mas um juiz eleitoral determinou que a campanha de João Campos se abstivesse de divulgar os materiais e se prontificasse a evitar a sua disseminação pela cidade.

Blog do Jamildo.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e pai de duas filhas lindas, Kassiane e Kauane. O foco principal do blog é informação com responsabilidade e coerência, doa a quem doer!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta