Declaração contra a febre aftosa deve ser feita até o dia 15 de junho no Sertão

1 min read
Os criadores de bovinos de Petrolina, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Dormentes, Afrânio...

Os criadores de bovinos de Petrolina, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Dormentes, Afrânio e Orocó, no Sertão de Pernambuco, têm até o dia 15 de junho para declarar a vacinação do rebanho contra a febre aftosa. A campanha começou no dia 1º de maio e encerrou no dia 31. Cerca de 58 mil animais devem ser imunizados nas seis cidades, o que corresponde a 90% dos bovinos.

A venda das vacinas estava liberada até o dia 31 de maio. Quem não adquiriu a substância, agora terá que pagar multa e só poderá comprar o produto com autorização da Agência de Defesa e Fiscalização de Pernambuco (Adagro). A multa varia de R$ 60 a R$ 1.500, dependendo se o criador é reincidente ou não na infração.

A gerente regional da Adragro em Petrolina, Maria do Carmo Freitas, destaca que a declaração junto ao órgão é importante para que a região permaneça como área livre da febre aftosa. O frasco com 10 doses da substância custa em média R$ 21. A vacina pode ser encontrada nas lojas de venda de produtos veterinários ou agropecuários.

Para realizar a declaração na Adagro, o criador deve levar a declaração do rebanho e a nota fiscal da vacina. Desde junho de 2014 Pernambuco é reconhecido internacionalmente como área livre da febre aftosa.

Serviço:

Unidade Regional Petrolina

Centro Agropecuário / Av. das Nações, s/nº, Petrolina-PE, CEP 56300-000

Contato: (87) 3866 6523

Do G1.

Deixe uma resposta