Declaração contra a febre aftosa deve ser feita até o dia 15 de junho no Sertão

Os criadores de bovinos de Petrolina, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Dormentes, Afrânio e Orocó, no Sertão de Pernambuco, têm até o dia 15 de junho para declarar a vacinação do rebanho contra a febre aftosa. A campanha começou no dia 1º de maio e encerrou no dia 31. Cerca de 58 mil animais devem ser imunizados nas seis cidades, o que corresponde a 90% dos bovinos.

A venda das vacinas estava liberada até o dia 31 de maio. Quem não adquiriu a substância, agora terá que pagar multa e só poderá comprar o produto com autorização da Agência de Defesa e Fiscalização de Pernambuco (Adagro). A multa varia de R$ 60 a R$ 1.500, dependendo se o criador é reincidente ou não na infração.

A gerente regional da Adragro em Petrolina, Maria do Carmo Freitas, destaca que a declaração junto ao órgão é importante para que a região permaneça como área livre da febre aftosa. O frasco com 10 doses da substância custa em média R$ 21. A vacina pode ser encontrada nas lojas de venda de produtos veterinários ou agropecuários.

Para realizar a declaração na Adagro, o criador deve levar a declaração do rebanho e a nota fiscal da vacina. Desde junho de 2014 Pernambuco é reconhecido internacionalmente como área livre da febre aftosa.

Serviço:

Unidade Regional Petrolina

Centro Agropecuário / Av. das Nações, s/nº, Petrolina-PE, CEP 56300-000

Contato: (87) 3866 6523

Do G1.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta