Agricultores e pecuaristas podem renegociar ou quitar dívidas rurais com até 95% de descontos em PE

Agricultores e pecuaristas com operações de crédito em atraso com o Banco do Nordeste contratadas entre 2012 e 2016 podem renegociar suas dívidas com prazo de pagamento até 2030 e carência até 2021. A resolução 4.591 do conselho monetário nacional (CMN), publicada na última terça-feira, 25, estabelece o benefício para produtores rurais em locais onde foi decretada situação de emergência ou estado de calamidade pública em decorrência da estiagem.

O gerente geral da agência do BNB, Tomé Neto, explicou que os agricultores e pecuaristas das cidades de Lagoa Grande, Afrânio, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista e Dormentes podem quitar ou renegociar as dívidas ainda com o apoio das prefeituras. “Nós temos quase quatro mil operações com um montante de quase 3 milhões de reais em cinco cidades com 95% de desconto, sendo que a prefeitura arca com os 5% restantes”, explicou.

A medida vale para toda a área de atuação do BNB, que inclui o nordeste e norte de minas gerais e do espírito santo. Mais de 95% dos beneficiados com a resolução são agricultores familiares, mini ou pequenos produtores.

Em 2016, foi publicada a lei 13.340, que permite a regularização das dívidas contratadas até 2011. Aproximadamente 70 mil agricultores e pecuaristas já renegociaram créditos em atraso e tiveram descontos de até 95% em caso de liquidação. Os produtores rurais com dívidas contratadas entre 2012 e 2016 devem procurar suas agências de relacionamento do banco do nordeste para efetivar a renegociação.

As renegociações podem ser até 30 de dezembro de 2017.

Grande Rio FM

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta