Redução do número de novos casos da covid-19 em Petrolina e Juazeiro está diretamente relacionada à pouca testagem nas duas cidades


O professor João Ricardo Lima, coordenador da pesquisa da FACAPE sobre a evolução do Covid-19 na região do Vale do São Francisco, participou do Programa Viva Bem hoje, e, por meio de áudio fez uma breve análise dos registros da pandemia durante os meses de agosto e setembro.

De acordo com o pesquisador, Petrolina (PE) teve 1.237 novos casos em setembro e 1387 em agosto, ou seja, reduziu novamente a quantidade de novos casos. Contudo, é importante salientar que houveram dois feriados sem realização de testagem no mês de setembro, e que não foram feitos testes nos finais de semana. Já em agosto, não houveram feriados e houve testagem em um sábado do mês, com a confirmação de 90 novos casos. “Isto foi fundamental para que os novos casos em setembro não superassem agosto, também é importante dizer que Petrolina fez aproximadamente 1000 testes a menos em setembro”, ressaltou Joao Ricardo Lima.

Em Juazeiro (BA), o número de testes realizados é preocupante. O município baiano fez apenas 1050 testes durante todo o mês de setembro. Foi 1/6 da quantidade de testes realizados em Petrolina. É menos da metade do que foi testado em agosto. Com tão poucos testes, a quantidade de novos casos em Juazeiro caiu drasticamente, cerca de 62%. Com isso, em setembro Petrolina teve 267% mais casos novos do que Juazeiro.

“Porém, quando se trata de novos óbitos, a situação se inverte. No mês de setembro, Juazeiro teve quase o dobro da quantidade de novos óbitos do que Petrolina, um aumento de 38% em relação a agosto. Petrolina, por outro lado, registrou queda na quantidade de novos óbitos de 50%.

“A pandemia ainda não acabou, não existe vacina, e outros países da Europa já estão vivenciando uma segunda onda de novos casos. Desta forma, para que a crise sanitária não piore a nossa crise econômica e social é importante que as pessoas se conscientizem de que é preciso manter o distanciamento, usar mascara, álcool gel e evitar aglomerações. Este é, até o momento, o que podemos fazer”, alerta João Ricardo.

Fonte: Programa Viva Bem, Com Lara Cavalcanti

  • Seg a Sex (12h às 14h)
  • Petrolina FM – 98,3
  • (87)9 9997-1132

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta