Paulo Câmara, FBC e Armando Monteiro, um sentimento de ódio deve bater em suas portas.

2 min read
Quem não lembra, em 2014 o atual governador Paulo Câmara, foi eleito devido ao sentimento...

Quem não lembra, em 2014 o atual governador Paulo Câmara, foi eleito devido ao sentimento de comoção, parece que os eleitores ao apertarem as teclas na urna viam um filme na mente, o avião caindo com o ex-governador Eduardo Campos.

Quatro anos depois, o filme sentimental deve entrar em cena de novo, ou seja, mais uma vez o eleitor irar ver um filme na mente ao tocar nas teclas das urnas.

Esse ano o sentimento não será de comoção, será de ódio. O eleitor vai lembrar das decisões que o grupo da oposição orquestrada pelos senadores Fernando Bezerra e Armando Monteiro e pelos ministros e ex-ministros, Fernando Filho, Mendonça Filho e Bruno Araujo, esse grupo se aliou ao presidente Michel Temer, para acabar os direitos dos trabalhadores, esse grupo foi a favor ao impeachment de Dilma Rousself e livrou Temer das garras da justiça.

O principal grupo de oposição ao governador Paulo Câmara é a favor a privatização Chesf, ou seja, boa parte dos pernambucanos traz consigo um sentimento de ódio com esses políticos, vale lembrar que boa parte desse grupo já foi citado na operação Lava Jato.

As promessas que o governador Paulo Câmara fez em 2014 também devem ser lembradas esse ano, dobrar o salário dos professores é um dos exemplos. Outro fator importante que vai pegar de cheio na campanha de Paulo, mas de forma negativa, é o aumento estrondoso da violência, essa criminalidade vem deixando os pernambucanos com medo e com grande ódio.

O eleitor está mais exigente, o mesmo sabe diferenciar quando o candidato está focado em um projeto pessoal e particular, para seu grupo, ou para beneficio de uma comunidade inteira.

2 thoughts on “Paulo Câmara, FBC e Armando Monteiro, um sentimento de ódio deve bater em suas portas.

  1. Amigo, há outros sentimentos que poucos têm a decência de abordar, que é; o da hipocrisia, da demagogia e da falta de caráter de muitos manipuladores das mentes humanas, que se beneficiando da falta de conhecimentos de grande parte dos trabalhadores, para pregarem terrorismo psicológicos e aterrorizam a vida dos menos favorecidos em troca de proveitos próprios, quando se coloca que esse grupo se aliou a Michel Temer para acabar com o direito do trabalhador; eu entendo que você está falando da reforma trabalhista, que para mim, melhorou para os dois lados; empregados e patrões, até porque, o que percebo é que foi uma mera flexibilização da lei, para adequá as praticas já exercidas entre eles, mas que estavam em diassintonia com a lei em vigor da época; a gora, o que não dar pra ver e ficar calado, ver gente falando das reformas, sem apontarem qual é o ponto que está prejudicado, é preciso identificar isso porque as reformas são necessárias. Quando você se refere ao que esse mesmo grupo foi a favor do impeachment de Dilma,dos citados o único que não votou foi armando, mas se for por isso,você não vai votar em nenhum grupo, pois em todos eles vão configura políticos que se posicionaram a favor, principalmente o grupo que o governador está inserido, pois ele como vice presidente do partido PSB foi um dos que se posicionou a favor e orientou a bancada de pernambuco a votar a favor. A respeito privatização da CHESF, o que está em jogo é desestatização da Eletrobras que já deveria ter acontecido a muito tempo, não só com ela, mais com a maioria da estatais e empresas dos governos municipais, estaduais e federal, os governos precisam diminuírem ao máximo suas cargas, entregando a iniciativa privadas o maior número de concessões de empresas que produzem basem e serviços para desburocratizar e acelerar o desenvolvimento, pois os governos produzem pouco,lentos e
    consequentemente caro. O que os governos têm que fazer e fiscalizar os serviços arrecadar bem e aplicar os recursos com eficiência; na educação, saúde, infra estrutura, agropecuária e industria e comercio. Já está mais que provado que as empresa do governo só estão servindo de hospedeiros de corruptos, podemos sitar vários exemplos.

  2. Amigo, há outros sentimentos que poucos têm a decência de abordar, que é o da hipocrisia, da demagogia e da falta de caráter de muitos manipuladores das mentes humanas, que se beneficiando da falta de conhecimentos de grande parte dos trabalhadores, para pregarem terrorismo psicológicos e aterrorizam a vida dos menos favorecidos em troca de proveitos próprios, quando se coloca que esse grupo se aliou a Michel Temer para acabar com o direito do trabalhador; eu entendo que você está falando da reforma trabalhista, que para mim, melhorou para os dois lados; empregados e patrões, até porque, o que percebo é que foi uma mera flexibilização da lei, para adequar as práticas já exercidas entre eles, mas que estavam em dissintonia com a lei em vigor da época; agora, o que não dá, é ver gente falando das reformas sem apontar qual é o ponto que está prejudicado e ficar calado. É preciso identificar isso porque as reformas são necessárias.
    Quando você se refere ao que esse mesmo grupo foi a favor do impeachment de Dilma,dos citados o único que não votou foi Armando, mas se for por isso, você não vai votar em nenhum grupo, pois em todos eles vão configurar políticos que se posicionaram a favor, principalmente o grupo que o governador está inserido, pois ele como vice presidente do partido PSB foi um dos que se posicionou a favor e orientou a bancada de pernambuco (e a Nacional) a votar a favor.
    A respeito privatização da CHESF, o que está em jogo é desestatização da Eletrobras que já deveria ter acontecido a muito tempo, não só com ela, mais com a maioria das estatais e empresas dos governos municipais, estaduais e federal. Os governos precisam diminuir ao máximo suas cargas, entregando a iniciativa privada o maior número de concessões de empresas que produzem serviços para desburocratizar e acelerar o desenvolvimento, pois os governos produzem pouco, lento e consequentemente caro. O que os governos têm que fazer com essas empresas é fiscalizar os serviços, arrecadar bem e aplicar os recursos com eficiência; na educação, saúde, infra estrutura, agropecuária, indústria e comércio, tudo isso visando a geração de emprego e renda para a melhoria da qualidade de vida da sua população. Já está mais que provado que as empresas do governo só estão servindo de hospedeiros de corruptos, onde poderíamos, aqui, citar vários exemplos.

Deixe uma resposta