Barragem em Açude Saco II em Lagoa Grande é considerada de alto risco pela CNM.

A  Confederação Nacional de Municípios (CNM) identificou 63 barragens em alto risco das 477 do estado de Pernambuco. Todas as 63 estão classificadas como de alto dano associado, ou seja, caso rompam, trarão alta destruição ambiental ou social.

Acompanhado do vice-prefeito de Lagoa Grande Ítalo de Ferreira, do secretário de agricultura Reginaldo Alencar, do presidente da associação dos pescadores de Açude Saco II, Naldinho, dos vereadores: Alvanir Gomes, Fernando Angelim, Josafá Pereira e Mantena, além de Antonio Coelho, o grupo foi averiguar in loco a real situação.

O lago criado pela construção da barragem cobre uma área de 2.022 ha e acumula um volume de mais  de 123.524.000 m³ oferecendo um potencial para irrigar 4.500 ha, além de proporcionar o cultivo de vazante e a prática de piscicultura.

Mas nem tudo é motivo para festejo, atualmente o lago estão quase seco, para agravar ainda mais a situação, a mesma consta na lista da CNM como uma barragens de risco alto. Outro ponto importante é a construção da vila do povoado do Açude Saco, construída abaixo do Lago e caso a barragem rompa poderá ceifar a vida de muita gente..

O vice-prefeito de Lagoa Grande Ítalo Ferreira, o secretário Reginaldo Alencar, Naldinho e o vereador Mantena falaram da situação crítica do Lago. Devido o fato recente de Brumadinho em MG, o grupo pede ajuda ao DNOCS, do Governo Federal para que tome todas as providencias cabíveis em relação a barragem para não prejudicar cerca de mais de 100 famílias que moram no povoado e no entorno do riacho.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e pai de duas filhas lindas, Kassiane e Kauane. O foco principal do blog é informação com responsabilidade e coerência, doa a quem doer!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta