Temer permite privatização da Eletrobras

O presidente Michel Temer assinou, ontem, o projeto de lei para privatizar a Eletrobras. Na segunda-feira, o texto será enviado ao Congresso Nacional, onde precisa ser aprovado para que a operação seja concluída. O governo tem pressa para enviar a proposta e concluir a desestatização da empresa neste ano, pois o Orçamento conta com R$ 12,2 bilhões em receitas provenientes do processo de privatização.

O texto final do projeto foi discutido na última quinta-feira em reunião no Palácio do Planalto com a presença dos ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral), Eliseu Padilha (Casa Civil), Dyogo Oliveira (Planejamento) e Fernando Coelho Filho (Minas e Energia) e do secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Eduardo Guardia. A avaliação foi que o envio do projeto neste momento seria uma sinalização positiva para o governo levar ao Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), para onde o presidente viaja na segunda-feira.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta