Garis e Margaridas da prefeitura de Lagoa Grande cobram melhores condições de trabalho.

Eles, por muitas vezes, são ignorados pela população, que os veem à margem da sociedade por conta do serviço que fazem. No entanto, o trabalho deles é de fundamental importância para a conservação e limpeza da cidade. O que muitos não sabem, é que o trabalho de garis e margaridas é uma profissão de alto risco, isso em todos os sentidos.

Os garis e Margaridas que estão diariamente nas ruas, se queixam das condições de trabalho e dos riscos que constantemente passam por conta do serviço. A falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) os carrinhos quebrados são apenas alguns pontos negativos ofertados aos mesmos.

Com isso, os Garis e Margaridas da prefeitura de Lagoa Grande estão se recusando a realizar suas funções devido às péssimas condições no trabalho. Segundo informações passadas ao blog, as más condições estão pondo em risco a saúde dos profissionais e sem falar que os mesmos recebem apenas 10% adicional de insalubridade.

Segundo o Ministério do Trabalho, há 3 graus de insalubridade, cada qual fazendo jus a um percentual diferente de compensação. O grau mínimo dá direito ao adicional de 10%. O grau intermediário dá direito ao adicional de 20% e o grau máximo dá direito ao adicional de 40%. (Artigos 189 a 193 da CLT)

A norma trabalhista estabelece o adicional de insalubridade em grau máximo (40% do salário mínimo) ao profissional que varre ruas. Esse foi o entendimento da 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO) ao condenar a Companhia de Urbanização de Goiânia – Comurg a pagar o benefício a uma gari que atuava na capital goiana.

Com todo esse impasse, a coleta de lixo está sendo comprometido em algumas ruas da cidade, um morador de umas das ruas da área central da cidade mandou uma foto ao blog com varias sacolas com lixos na rua. O blog também foi informado que o secretário de Infraestrutura, Celso Miranda, prometeu cortar os pontos dos servidores, casos os mesmos mantivessem a proposta de paralisar suas atividades.

O blog reserva espaço a secretaria de Infraestrutura caso queira se pronunciar.

indice indice22

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta