Ao G1, Vilmar Cappellaro fala do transporte dos universitários e do rodízio de água

3 min read
Nesta quinta-feira (16), o prefeito do município pernambucano de Lagoa Grande, Vilmar Cappellaro participou do...

Nesta quinta-feira (16), o prefeito do município pernambucano de Lagoa Grande, Vilmar Cappellaro participou do telejornal GRTV 1º Edição da TV Grande Rio. A entrevista concedida faz parte de uma série que pretende dialogar com os gestores dos 23 municípios da área de cobertura da emissora. A ideia é saber os desafios, as propostas e as expectativas para o mandato.

Izabella Freitas: Nesses primeiros dias como está sendo ficar a frente da prefeitura? Há desafios? Muita coisa para se fazer?
Vilmar Cappellaro: Nós temos um cenário que é comum para todos os municípios do Brasil, não é diferente para o município de Lagoa Grande. Nós estamos enfrentando, porque é de nossa responsabilidade e estamos procurando transferir os problemas que nós encontramos para a nossa gestão. Nós estamos procurando absorver essa problemática e repassar em um momento oportuno para toda a população a situação que encontramos nosso município. Temos muitas dificuldades para a gente poder avançar naquilo que nós pleiteamos nas nossas propostas, mas estamos trabalhando com toda a nossa equipe, com todos os nosso s secretários e contando com a Câmara de Vereadores, e todo mundo trabalhando para que a gente encontre as melhores alternativas de encontrar ideias positivas para o nosso município.

Izabella Freitas: Na semana passada, a gente viu algumas manifestações em relação ao transporte escolar do município. Como está essa situação por lá? Já tentou resolver essa situação?
Vilmar Cappellaro: Nós tivemos com uma comissão discutindo a questão do transporte dos universitários. Criaram uma comissão e nós recebemos a comissão e tudo que foi solicitado, nós cumprimos. Estamos cumprindo rigorosamente aquilo que foi abordado. Nós não temos entendido o por quê dessa manifestação da população, porque nós temos dois ônibus fazendo transporte dos universitários. E agora nessa semana, nós juntamos com o prefeito de Santa Maria da Boa Vista e nós compartilhamos os espaços para utilizarmos os recursos.  E uma parte dos nossos estudantes vão estar viajando nesse ônibus compartilhado à principio com o governo de Santa Maria da Boa Vista. Nós estamos atendendo as reivindicações que nos foram pleiteadas. Eu não tenho entendido qual é a reivindicação, porque nada mais nos foi trazido.  Os estudantes estão vindo, estão sendo trazidos, são dois ônibus. Nós sabemos que nós não temos um amparo legal de podermos fornecer o transporte para os universitários. O transporte é de responsabilidade no Ensino Fundamental que é do município, do Ensino Médio que é do Estado. E não existe nenhuma lei que nos garante recurso para que a gente possa atender a essa população, mas estamos fazendo todos os esforços, encontrando alternativas junto com as pessoas, para dar a melhor condição possível para que as pessoas estudem. Nós não temos universidades em Lagoa Grande.

Izabella Freitas: A gente também queria falar sobre a questão difícil do rodízio de água em Lagoa Grande e que já acontece há um bom tempo, desde o ano passado a gente vê isso. Existe uma parceria com a Compesa e o que pode ser feito?
Vilmar Cappellaro: Nós tivemos duas reuniões com João Raphael da Compesa e nós estivemos inclusive sentados em uma visita lá e colocamos todo o pleito. É um pleito que não é só do prefeito, mas de toda a população. Lagoa Grande precisa ter água em tempo integral. Precisamos colocar prioridade nisso aí. Nós vamos trabalhar em um plano diretor para Lagoa Grande e a possibilidade de crescermos é muito grande. E nós colocamos a visão que nós temos é de ter água para as futuras instalações para a população que vem se instalando ali. E essas condições de abastecimento de água são em tempo integral. Nós não podemos nos ajustar a falta disso. A população precisa ter água todos os dias. Inclusive pensamos em projetos futuros.

A entrevista completa já está disponível abaixo:

 

Deixe uma resposta