Em entrevista, prefeito de Petrolina admite suposta irregularidade e confirma demissão de 500 contratos.

Em entrevista coletiva na última sexta-feira (22), o Prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, confirmou que existe uma investigação sobre supostas irregularidades nas contas da Prefeitura Municipal. Em contrapartida, ele se diz tranquilo com a possibilidade de a Polícia Federal expedir um mandado para analisar documentos do órgão para tal finalidade.

Durante a coletiva, o gestor disse que um problema enfrentado pela gestão é a receita municipal. Ele explica que recebeu um alerta do Tribunal de Contas, mas que a “Prefeitura está enquadrada dentro do limite de pessoal”, mas que mesmo assim será preciso finalizar cerca de 500 contratos. “A receita teve uma queda nesse final de ano e nós já estamos fazendo [mais] uma redução. Estamos reduzindo cerca de 500 contratos de várias áreas. Mas estamos animados porque teve um crescimento na receita, um sinal de melhora, diminuindo os gastos”, explicou.

 Da Grande Rio FM.

 

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta