Dois candidatos e 11 vereadores são presos nas primeiras horas do dia, diz TSE

3 min read
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou no início da manhã deste domingo (2) que dois...

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou no início da manhã deste domingo (2) que dois candidatos haviam sido presos em flagrante nas primeiras horas do dia, um em Santa Catarina e outro em São Paulo. Os dois estavam divulgando propaganda não permitida. Um terceiro candidato, na Bahia, chegou a ser levado para a delegacia por boca de urna, mas não chegou a ser preso.

Também foram registradas 11 prisões de eleitores: 5 em Santa Catarina, 4 no Rio de Janeiro e 2 em São Paulo. Entre os motivos das prisões está a divulgação de propaganda. Houve ainda outras 8 ocorrências nos estados envolvendo eleitores, mas que não resultaram em prisão.

No total, 9 urnas tiveram que ser substituídas na primeira meia hora: 4 no Acre, 1 em Alagoas, 1 em Minas Gerais, 1 no Rio de Janeiro, 1 no Rio Grande do Norte e 1  em Sergipe.

Pouco mais de 144 milhões de eleitores são esperados das 8h às 17h, respeitando o horário local, em postos de votação em todo o país para escolher os próximos prefeitos e vereadores em 5.568 municípios.

Ao todo, são 16.565 candidatos a prefeito e 463.376 candidatos a vereador, o que totaliza 496.896 candidatos em todo o Brasil. Não haverá eleição somente no Distrito Federal e em Fernando de Noronha (PE), que não têm prefeitos e vereadores.

De acordo com o TSE, serão utilizadas 433 mil urnas no pleito, o maior número já registrado. Outras 68 mil foram separadas como reservas..Durante todo o dia, mais de 1,7 milhão de mesários trabalharão na eleição – 593 mil são voluntários.

Segundo o Ministério da Defesa, 488 cidades em 16 estados terão o apoio de tropas federais nas eleições deste ano. Em 102 cidades, o efetivo será destacado para dar apoio logístico. Nas outras 396, a atuação será na área de segurança. O efetivo disponibilizado, informou a pasta, será de 25 mil militares.

A Justiça Eleitoral disponibilizou diversos aplicativos para smartphones que, além de ajudar o eleitor a escolher melhor os candidatos, também fornecem informações sobre a própria votação.

Horário de votação
As mais de 450 mil seções eleitorais, locais onde ficam instaladas as urnas eletrônicas, estarão abertas das 8h às 17h.
Urna eletrônica

Na urna eletrônica, os eleitores votarão primeiro para vereador e, em seguida, para prefeito. De acordo com estimativa do TSE, o tempo médio de votação é de menos de um minuto por eleitor.

Esse é o tempo calculado a partir do momento em que o eleitor se dirige à urna até o instante em que finalizar o voto.

Documentos para votar
Para votar, é obrigatório que o eleitor apresente um documento oficial de identificação com foto, que poderá ser, por exemplo, carteira de identidade ou identidade funcional (como a da OAB). Também são aceitos certificados de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação.

Ainda que não seja obrigatório, o tribunal recomenda a apresentação do título de eleitor para facilitar a localização da zona eleitoral e da seção de votação (consulte o número do título e o local de votação).

Os eleitores, no entanto, não poderão votar se identificando apenas com o título, uma vez que o documento não tem foto. (G1)

Deixe uma resposta