Armando Monteiro e Fernando Bezerra Coelho devem seguir candidatura própria e usar estratégia adotada por Eduardo Campos em 2006.

1 min read
Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (MDB) candidatos a governador. O petebista tem partido...

Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (MDB) candidatos a governador. O petebista tem partido organizado, bancada federal e estadual forte, além de quatro a cinco partidos aliados no momento que lançar a candidatura. Do outro lado, FBC vem andando bastante, formando discursos e criando rastros. Tem prefeitos ligados, vive uma quebra de braço judicial com Jarbas pelo comando do MDB no Estado e ainda de quebra vinculou demais sua imagem ao desgastado presidente Temer.

Com dois palanques, a oposição estimularia claramente o segundo turno repetindo a estratégia executada pelo saudoso Eduardo Campos em 2006, quando Humberto declarou apoio no segundo tempo da eleição e ele faturou a eleição; Ou seja, quem ficar em terceira aderia ao palanque do outro. Seria o feitiço usado contra o próprio feiticeiro, no caso aqui o PSB. O bloco de oposição só não pode esquecer que os socialistas são bom de campanha e não medem esforços para eleger um dos seus. Resta saber se Armando topara essa, FBC não tem nada a perder, no pior das hipóteses tem mais quatro anos de mandato como senador.

Para finalizar, parece que essa eleição terá alguns discursos interessantes: meu nome não está em lista nenhuma; você é o candidato de Temer; Golpistas; a violência tomou conta do Estado e por aí vai!  Até outubro muita coisa pode acontecer, essa eleição promete! (Blog do Elieson)

Deixe uma resposta