Ebserh já investiu mais de R$ 5 milhões no Hospital Universitário de Petrolina para o combate à pandemia

Depois de passar 17 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinada aos atendimentos de pacientes com Covid-19, Luciano Rodrigues venceu a batalha pela vida. Com um problema cardíaco antigo, o paciente sofreu duas paradas cardiorrespiratórias e, com muito empenho da equipe, que não desistiu em nenhum momento, ele retornou à sua família, emocionado. “Não vamos falar de sofrimento não. Vamos falar do atendimento e cuidado que tiveram comigo”, ressaltou Luciano, tranquilamente, na cadeira de balanço de sua casa, junto de seus familiares.

Rodrigues foi atendido no Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco, vinculado à Rede Ebserh (HU-Univasf/Ebserh). A estatal já destinou mais de R$ 5 milhões para a atuação da unidade hospitalar no combate ao coronavírus, sendo R$ 3,9 milhões para aquisições de equipamentos de infraestrutura e materiais médicos, além da contratação de 189 profissionais de saúde temporários, que impactaram a folha de pagamento, apenas no mês de julho, em mais de R$ 1,2 milhão. Os recursos e as contratações resultaram na estruturação de 20 leitos de UTI para pacientes com Covid-19, como o Luciano, onde já foram atendidas 71 pessoas das 111 já acolhidas pelo hospital em decorrência do novo coronavírus. Os outros 30 pacientes com Covid foram atendidos de forma ambulatorial.

Além disso, o HU-Univasf/Ebserh continua realizando assistência aos casos de urgência e emergência de média e alta complexidades em ortopedia, neurocirurgia, entre outras especialidades. De janeiro a maio deste ano, foram 13.687 atendimentos. A UTI Covid apresenta, até agora, uma taxa de ocupação em torno de 60%, o que mostra que a unidade está dentro da normalidade de seus atendimentos e preparada para possíveis contingências.

“O valor expressivo aplicado demonstra o empenho que o HU e a Ebserh vêm dedicando ao combate à Covid-19. Estamos, cada vez mais, reforçando o lugar de destaque que o nosso hospital tem na assistência à saúde da população do Vale do São Francisco”, afirmou o superintendente do HU, Itamar Santos.

Aquisições

A UTI Covid possui equipamentos modernos e adequados para atender às necessidades dos pacientes contaminados com o coranavírus. Até agora, foram investidos mais de R$ 800 mil para adquirir respiradores, monitores multiparamétricos, equipamentos de infraestrutura, entre outros.

Em relação a insumos hospitalares, a unidade precisou aumentar o seu estoque de diversos itens, a exemplo de medicamentos, materiais médicos, além do suprimento de oxigênio. O valor destinado para esses itens é de aproximadamente R$ 3 milhões, desde o início da pandemia. Para a segurança de profissionais e pacientes, também houve um importante acréscimo na aquisição de equipamentos de proteção individual (EPIs). Foram adquiridos, por exemplo, quase 6 mil aventais, mas de 380 mil luvas, e mais de 240 mil máscaras e protetores faciais.

Recursos humanos

Para os atendimentos também são necessários profissionais qualificados, e com o aumento da demanda, a Ebserh realizou, em caráter emergencial, dois processos seletivos simplificados com a disponibilização de 196 vagas para o Hospital Universitário de Petrolina. A iniciativa possibilitou a contratação de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, entre outros profissionais. O reforço de pessoal já contabiliza 189 contratados das 196 vagas disponibilizadas, o que também demandou um incremento na folha de pagamento do hospital. Apenas no mês de julho, o acréscimo relativo a pagamento de salários e encargos trabalhistas chegou a R$ 1,2 milhão devido as contratações emergenciais.

A instrução também faz parte da rotina do hospital, que já realizou mais de 20 treinamentos e capacitações, não só presenciais (seguindo os protocolos de segurança), como também virtuais e com gravação de videoaulas. Além de capacitar as equipes do próprio HU, também foram ofertados treinamentos para profissionais da rede de saúde local, cumprindo a missão de ensino característica de um hospital universitário.

Ao todo, foram mais de 500 profissionais treinados em cursos como Manejo de Equipamentos de Suporte ao Paciente, Ventilação Mecânica, Assistência Fisioterapêutica ao Paciente, Manejo de Vias Aéreas, Paramentação e Desparamentação, Coleta para Exames Laboratoriais, Medidas de Segurança do Paciente, Acolhimento com Qualificação de Risco, Monitorização de Pacientes Críticos, dentre outros.

Essas e outras ações resultam em histórias de superação, como a de Luciano, o personagem do início da matéria. “Cada profissional que entrava em contato comigo me animava. Aquilo me marcou. Agradeço a eles, que deixaram suas famílias e suas casas para trabalharem pela vida dos que estão aí [no hospital] e daqueles que vão chegar. E principalmente por terem lutado pela minha vida”, declara o agora recuperado “Seu Luciano”.

Atuação da Rede Ebserh

Além do apoio ao ensino, formação e capacitação das equipes assistenciais, a Rede Ebserh implementou o Comitê de Operações Especiais (COE) para definir estratégias e ações em nível nacional para o enfrentamento da pandemia. Desde os primeiros anúncios sobre a Covid-19, a Rede Ebserh tem trabalhado em parceria direta com os ministérios da Saúde e da Educação, com participação nos COEs desses órgãos, e tendo como diretrizes o monitoramento da situação no país e em suas 40 unidades hospitalares.

Tem atuado na realização de treinamento de funcionários da Rede, promoção de webaulas, definição de fluxos e instituição de câmaras técnicas de discussões com especialistas. Promoveu processos seletivos emergenciais com a possibilidade de contratação de aproximadamente 6 mil profissionais temporários para o enfrentamento da pandemia

Também disponibilizou R$ 274 milhões para ações contra o coronavírus, recursos do Ministério da Educação (MEC) liberados pela Ebserh de acordo com a necessidade e urgência de cada unidade hospitalar. A verba está sendo utilizada em adequação da infraestrutura, aquisição e manutenção de equipamentos, compra de medicamentos e outros insumos, além de equipamentos de proteção individual.

Em algumas regiões, as unidades da Rede Ebserh têm atuado como hospitais de referência ao enfrentamento do Covid-19, enquanto que em outras, atuam como retaguarda em atendimentos assistenciais para a população, por meio do Sistema Único de Saúde.

Assessoria de Comunicação Social da Ebserh

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta