Sem chances: Em nota, prefeitura de Lagoa Grande descarta qualquer possibilidade de reduzir o tributo dos mototaxistas.

Após a celeuma das diversas críticas oriundas dos mototaxistas de Lagoa Grande sobre o alto valor dos tributos cobrados pela prefeitura, mesmo com adesão em massa dos vereadores, o gestor municipal não abriu brecha e em nota não deu nenhuma possibilidade da redução do valor.

Na nota o diretor de tributos dá outros esclarecimentos que  o valor de R$ 320,00, cobrado pela prefeitura, proporciona á categoria pontos cobertos na Avenida Nilo Coelho, fiscalização, limitação de profissionais (1 mototaxista a cada 400 habitantes), placas de aluguel junto ao DETRAN-PE, ainda não concedidas pela falta de empenho da Associação da categoria, mesmo tendo sido solicitada formalmente todas as documentações necessárias junto ao cadastro do DETRAN.

Em uma parte da nota, a assessoria de comunicação faz duras críticas aos vereadores e a todos que saíram em defesa dos mototaxistas. “A questão é que alguns, ao invés de procurarem o setor responsável para obter as informações, preferem fazer alarde “jogar para plateia”, sem os devidos conhecimentos da causa e cuidado com informações equivocadas, porque a base tributária da cobrança foi aprovada pela Câmara Municipal e o valor da taxa é resultante da Lei Complementar nº 021 (Código Tributário Municipal).” Disse.

Sem alternativas, os profissionais não terão possibilidade, ou seja, terão que pagar o valor de R$ 320,00.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e pai de duas filhas lindas, Kassiane e Kauane. O foco principal do blog é informação com responsabilidade e coerência, doa a quem doer!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta