Ponte interligando Pernambuco e Bahia via Vermelhos e Itamotinga voltou a ser pauta de reunião entre o prefeito Vilmar e o vice-governador da Bahia

Um sonho antigo de empresários investidores, produtores e moradores das cidades de Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Orocó, Cabrobó, entre outras do lado pernambucano, divisa com o estado baiano poderá sair do papel.  A ponte interligando os dois estados via Vermelhos/Lagoa Grande, PE a Itamotinga/Juazeiro, BA, voltou a ser pauta de reunião entre o prefeito Vilmar Cappellaro e o vice-governador da Bahia, João Leão, durante o I Encontro Interinstitucional de Ciências, Pesquisa e Inovação do São Francisco, realizado na sede da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Petrolina (PE).

Quando Vilmar Cappellaro, prefeito de Lagoa Grande, divulgou que deu início ás negociações em agosto deste ano, com a visita do vice-governador ao município, houve muitas discussões sobre a viabilidade de um projeto tão ambicioso. “Lagoa Grande tem uma importância significativa no polo da fruticultura e da caprinovinocultura no Vale do São Francisco; costumo dizer que nasceu aqui, foi o berço do desenvolvimento e do potencial que temos hoje no Vale. Temos feito esta articulação com os governos de Pernambuco e Bahia, com a UNIVASF, com deputados e outros parceiros para a elaboração do projeto e execução desta obra. O vice-governador já empenhou a sua palavra e acreditamos que muito breve traremos a notícia, de forma oficial, para desenvolvermos ainda mais nossa região”, defendeu Cappellaro.

Este é um projeto “totalmente viável”, declara o secretário de estado de Desenvolvimento da Bahia, “O que nós estamos fazendo é o seguinte, um projeto desta ponte custa em média R$ 2 milhões de reais, e é muito importante para a Bahia esta união entre os dois estados. Sou um homem construtor de pontes, Deus gosta muito de mim, mesmo com as dificuldades econômicas atuais do Brasil temos construído diversas pontes na Bahia, através de PPP – Parceria Público Privada. Consegui recentemente R$ 90 milhões no Banco do Nordeste, mais R$ 90 milhões no Desenbahia e, estamos construindo várias pontes, entre elas a ponte do município de Barra, com 1.008 m de extensão, e um projeto parecido deste de Lagoa Grande que estamos construindo lá em Ilhéus, a ponte Jorge Amado e, agora estamos construindo a maior ponte do Brasil com mais de 14 k, a Salvador – Itaparica. Isso tudo é resultado de muito trabalho, muita negociação, mas, acreditamos que com a força do prefeito Vilmar Cappellaro, o magnífico Reitor da Univasf, Paulo César, os governos estaduais juntos e o federal, nós vamos construir esta ponte. Quando se quer, quando se tem vontade se faz o caminho”, decretou o vice-governador.

O projeto trará um novo dinamismo de progresso e desenvolvimento para ambas as regiões. Além da diminuição de custos de produção, melhor logística e menor tempo no escoamento da produção, vai facilitar o acesso a novos mercados e ganha maior competitividade.

ASCOM – PMLG

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e pai de duas filhas lindas, Kassiane e Kauane. O foco principal do blog é informação com responsabilidade e coerência, doa a quem doer!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta