Pernambuco mantém estado de calamidade pública até junho de 2021 devido à pandemia

O governo de Pernambuco decretou, nesta quinta-feira (17), a manutenção do estado de calamidade pública devido à pandemia da Covid-19. O decreto é válido por 180 dias, a partir de 1º de janeiro de 2021 até 30 de junho do mesmo ano.

Publicado no Diário Oficial, o decreto 49.959 considerou a “inexistência de um cronograma definido de início e de conclusão do processo de imunização brasileira contra o coronavírus”. A determinação também levou em conta a “necessidade de manutenção das medidas sanitárias e administrativas voltadas ao enfrentamento da pandemia”.

Com o estado de calamidade pública mantido, órgãos e entidades da administração pública estadual devem continuar a “adotar todas as medidas necessárias ao enfrentamento ao estado de calamidade pública.

O primeiro decreto havia sido publicado em 20 de março e renovado no dia 17 de setembro deste ano, quando o estado tinha cerca de 138.568 casos e 7.933 mortes pela doença.

Na quarta-feira (16), 2.071 casos e 15 mortes pela Covid-19 foram confirmados em Pernambuco. Com esse dado, o estado ultrapassou os 200 mil casos, totalizando 201.851 pessoas que receberam a confirmação de infecção pelo novo coronavírus, além de 9.339 pacientes que perderam a vida com a doença. A contagem começou em 12 de março.

G1.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e pai de duas filhas lindas, Kassiane e Kauane. O foco principal do blog é informação com responsabilidade e coerência, doa a quem doer!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta