Nota de resposta de alguns professores efetivos da Rede Municipal de Lagoa Grande

É com muita indignação que alguns professores efetivos da Rede Municipal de Lagoa Grande ouviram o posicionamento de 03 vereadores da Casa Zeferino Nunes. O posicionamento dos vereadores chama bastante atenção, tendo em vista que desrespeita uma categoria que realizou um manifesto pacífico e ordeiro no dia do aniversário da cidade com o objetivo de sensibilizar os Poderes Executivo e Legislativo para a causa dos Precatórios do FUNDEF.

Senhores vereadores, reflitam e vejam os equívocos que cometeram na sua fala, pois não teve em nenhum momento ato de incivilidade; os professores se portaram com respeito e civismo que a solenidade de hasteamento da bandeira exige, inclusive essa é a postura ensinada aos alunos nas escolas. Em relação a aplaudir ou não o hino nacional, é importante informar que não há obrigatoriedade de aplausos e que isso não se configura desrespeito, mas essa é uma informação que nem todos são sabedores.

Não queiram desqualificar um ato democrático, pacífico e ordeiro. Não queiram desqualificar a postura correta dos educadores. A presença desses profissionais abrilhantou ainda mais o evento em homenagem a nossa querida e amada Lagoa Grande.

Mas, será que outras situações ocorridas não deveriam ter a mesma atenção?

Agora reflitam! E quanto ao projeto de Lei de desconto de 14% na folha dos aposentados? Não julgam desrespeito aos mesmos? E os salários congelados? E quanto ao empréstimo do notebook? E o kit de merenda que em pleno final do semestre não se distribui nas escolas? E quanto ao recesso escolar que será sacrificado em virtude do atraso na seleção e contratação dos professores? Por que tanta negação ao reconhecimento e valorização desses trabalhadores?

São muitas questões que mereciam um olhar atento e a sensibilidade de cada representante do povo, que precisa defender as questões pertinentes as classes trabalhadoras e a população em geral.

Portanto senhores, mais respeito a essa categoria de profissionais que são fundamentais para a transformação social que o país tanto precisa. Mais respeito a esses profissionais que exercem o seu ofício no meio de tantas adversidades. Mais respeito a esses profissionais que se reinventaram na pandemia para garantir o direito dos alunos ao estudo. Mais respeito a esses guerreiros incansáveis na luta por uma educação transformadora e de qualidade.

E quanto ao precatório? A luta continua, mas não só na instância municipal, pois será votado um projeto de Lei 2170/2021 defendido pelo Deputado Fernando Rodolfo, que apesar de não ser professor, abraçou a causa e continua lutando para que o direito seja garantido. Não é favor, é DIREITO! Não é TESE! Agora é LEI!

A categoria agradece aos vereadores que se posicionaram a favor dessa luta e também aqueles que não se manifestaram contrários a uma mobilização que foi realizada sem ofensas e agressões.

INCIVILIZADOS, NÃO! ORGANIZADOS, SIM!

Comissão Professores LG.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e pai de duas filhas lindas, Kassiane e Kauane. O foco principal do blog é informação com responsabilidade e coerência, doa a quem doer!

Você pode gostar...

Deixe um comentário