Mesmo com intervenção do Ministério Público, lagoagrandenses vivem uma saga por um gota de água

A Vara Única da Comarca de Lagoa Grande deu um prazo de 15 dias, para a Compesa garantir o abastecimento mínimo regular e contínuo de água potável em todo município, cumprindo fielmente o seu calendário de abastecimento divulgado, mas pelo visto a Companhia deu pouco caso à recomendação.

Moradores de todos os bairros da sede de Lagoa Grande estão reclamando da falta do abastecimento. Chafariz, Centro, Bairro do Vasco, Cristo Rei, DER, Morada Nova, Bela Lagoa Grande e Alto Grande foram algumas das localidade que recebemos queixa do descaso. As pessoas dizem que estão 10, 12 e até 15 dias sem ter um gota de água na torneira. Uma tremenda falta de respeito.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta