Justiça Eleitoral manda suspender a veiculação de Pesquisa da Potencial, divulgada pelo Blog do Magno para Petrolina, por não ser “confiável”. Pesquisas do instituto têm sido questionadas em vários Municípios

O Juiz Eleitoral da 83ª Zona Eleitoral de Petrolina, Elder Muniz de Carvalho Souza, determinou, há pouco, liminar, determinando a cessação da divulgação da pesquisa PE-04103/2020, realizada pela empresa Potencial para o Blog do Magno Martins, até o julgamento de mérito da Representação Eleitoral ajuizada pelo Partido Verde. O Juiz ainda determina que o BLOG DO MAGNO MARTINS COMUNICAÇÃO LTDA providencie a suspensão da divulgação da pesquisa e que em seu lugar seja divulgada, no mesmo meio utilizado para inicialmente publicar a pesquisa,  que “por determinação judicial encontra-se suspensa a divulgação da pesquisa eleitoral anteriormente divulgada, comunicando, ademais, a toda rede de divulgação que eventualmente tenha fornecido a pesquisa ora em comento.”

De acordo com a decisão, “No registro da pesquisa eleitoral sob o nº PE-04103/2020, diante das informações apresentadas, não se pode sequer verificar, por exemplo, se 100% (cem por cento) dos entrevistados são do gênero masculino ou feminino, analfabetos de baixa renda ou se são de alto grau de instrução e de nível econômico elevado, ficando assim prejudicada a análise da mostra apresentadas não se podendo conhecer à qual realidade o resultado da pesquisa registrada e divulgada está inserido. O que percebe é que a POTENCIAL CONSULTORIA E PESQUISAS EIRELI / POTENCIAL CONSULTORIA E PESQUISAS não se cuidou de apresentar os percentuais para as variáveis de sexo, idade, grau de instrução e nível econômico de forma que se viabilizasse o cotejo com o universo populacional. Ressalte-se que ainda mesmo que utilizada a técnica conhecida como amostra não probabilística, deveria ter sido consignado os percentuais encontrados no campo quanto aos aspectos acima referidos. Desta forma, é imperioso reconhecer que, com as informações prestadas no registro da pesquisa eleitoral sob o nº PE-04103/2020, e considerando a ausência de percentuais, o que, consequentemente, inviabiliza a verificação das características da amostra, restando comprometido o seu intervalo de confiança.”

Em Petrolina, a Pontencial atribuiu ao prefeito Miguel Coelho, candidato à reeleição, 73% das preferências dos entrevistados, o que acabou por chamar mais ainda a atenção sobre a possibilidade do levantamento apresentar falhas, o que acabou sendo confirmado pela própria Justiça Eleitoral.

As pesquisas da Potencial que já foram realizadas para Recife, Cabo, Jaboatão e Olinda, além de Petrolina, têm sido alvo de vários questionamentos, inclusive por não apresentarem sequer quem estaria financiando seus custos. Depois de vários questionamentos, a empresa passou a emitir notas fiscais em nome do Blog que divulga as pesquisas.

O mais interessante no caso dessa empresa é que o próprio editor do Blog que divulga as pesquisas da Potencial achou estranho o resultado da segunda rodada de pesquisas para a Capital pernambucana, mas ainda assim continuou se utilizando de seus serviços para realizar a pesquisa agora suspensa pela Justiça Eleitoral. Confiram: Não há razão para queda de Mendonça. Outro fato curioso é que a pesquisa foi impugnada pelo PV, Partido que o prefeito Miguel Coelho havia anunciado como um dos que apoiariam sua reeleição.

O Juiz Eleitoral da 83ª Zona Eleitoral de Petrolina, Elder Muniz de Carvalho Souza, determinou, há pouco, liminar, determinando a cessação da divulgação da pesquisa PE-04103/2020, realizada pela empresa Potencial para o Blog do Magno Martins, até o julgamento de mérito da Representação Eleitoral ajuizada pelo Partido Verde. O Juiz ainda determina que o BLOG DO MAGNO MARTINS COMUNICAÇÃO LTDA providencie a suspensão da divulgação da pesquisa e que em seu lugar seja divulgada, no mesmo meio utilizado para inicialmente publicar a pesquisa,  que “por determinação judicial encontra-se suspensa a divulgação da pesquisa eleitoral anteriormente divulgada, comunicando, ademais, a toda rede de divulgação que eventualmente tenha fornecido a pesquisa ora em comento.”

De acordo com a decisão, “No registro da pesquisa eleitoral sob o nº PE-04103/2020, diante das informações apresentadas, não se pode sequer verificar, por exemplo, se 100% (cem por cento) dos entrevistados são do gênero masculino ou feminino, analfabetos de baixa renda ou se são de alto grau de instrução e de nível econômico elevado, ficando assim prejudicada a análise da mostra apresentadas não se podendo conhecer à qual realidade o resultado da pesquisa registrada e divulgada está inserido. O que percebe é que a POTENCIAL CONSULTORIA E PESQUISAS EIRELI / POTENCIAL CONSULTORIA E PESQUISAS não se cuidou de apresentar os percentuais para as variáveis de sexo, idade, grau de instrução e nível econômico de forma que se viabilizasse o cotejo com o universo populacional. Ressalte-se que ainda mesmo que utilizada a técnica conhecida como amostra não probabilística, deveria ter sido consignado os percentuais encontrados no campo quanto aos aspectos acima referidos. Desta forma, é imperioso reconhecer que, com as informações prestadas no registro da pesquisa eleitoral sob o nº PE-04103/2020, e considerando a ausência de percentuais, o que, consequentemente, inviabiliza a verificação das características da amostra, restando comprometido o seu intervalo de confiança.”

Em Petrolina, a Pontencial atribuiu ao prefeito Miguel Coelho, candidato à reeleição, 73% das preferências dos entrevistados, o que acabou por chamar mais ainda a atenção sobre a possibilidade do levantamento apresentar falhas, o que acabou sendo confirmado pela própria Justiça Eleitoral.

As pesquisas da Potencial que já foram realizadas para Recife, Cabo, Jaboatão e Olinda, além de Petrolina, têm sido alvo de vários questionamentos, inclusive por não apresentarem sequer quem estaria financiando seus custos. Depois de vários questionamentos, a empresa passou a emitir notas fiscais em nome do Blog que divulga as pesquisas.

O mais interessante no caso dessa empresa é que o próprio editor do Blog que divulga as pesquisas da Potencial achou estranho o resultado da segunda rodada de pesquisas para a Capital pernambucana, mas ainda assim continuou se utilizando de seus serviços para realizar a pesquisa agora suspensa pela Justiça Eleitoral. Confiram: Não há razão para queda de Mendonça. Outro fato curioso é que a pesquisa foi impugnada pelo PV, Partido que o prefeito Miguel Coelho havia anunciado como um dos que apoiariam sua reeleição.

Confiram também:

Empresas fazem pesquisas “de graça” só por causa dos “belos olhos” dos pré-candidatos, em Recife, Olinda e Jaboatão

Pesquisa “bacurau” para a Prefeitura de Olinda, da baiana Potencial, está sub judice. Empresa promete divulgar nova pesquisa. à meia-noite de hoje, para a Prefeitura do Recife

Informações do Blog da Noelia Brito.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta