Um ano depois: MPPE disponibilizará número de telefone para receber denúncias por Whatsapp para o caso Beatriz

Os promotores de Justiça do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) que integram o grupo de trabalho designado para atuar no caso da menina Beatriz Mota, assassinada há um ano em Petrolina, estiveram reunidos na tarde desta sexta-feira (9), em mais uma reunião periódica para tratar da investigação. Entre as deliberações do GT está a disponibilização de um número de telefone para receber denúncias referentes ao caso por meio do aplicativo Whatsapp. O número (81) 9.8878-5733 estará disponível a partir desta segunda-feira (12) para que a população encaminhe ao MPPE informações de relevância sobre o caso.

Além disso, o inquérito policial foi encaminhado esta semana ao MPPE e encontra-se em poder do grupo, que deve solicitar diligências aos novos representantes da Secretaria de Defesa Social (SDS) designados para atuar no caso. O MPPE já encontrou em contato com a delegada Gleide Ângelo e deverá ser definida uma data para reunião, a fim de as Instituições somarem esforços na resolução do crime. (MPPE)

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta