Deu no blog do Britto: Alterações feitas por Dhoni na educação municipal geram controvérsia

Uma decisão da Prefeitura de Lagoa Grande (PE), no Sertão do São Francisco, começa a gerar controvérsia no setor de educação. Segundo informações, o prefeito Dhoni Amorim está anunciando a redução da carga horária de professores da rede municipal, corte nas gratificações de gestores e coordenadores e até antecipação do término do ano letivo, para novembro.

A administração ainda não se pronunciou oficialmente, mas o que se comenta nos bastidores, quanto às gratificações dos gestores, não é um corte, mas uma redução. Já em relação à carga horária dos professores e do ano letivo, o que está sendo estudado é reduzir alguns dias de dezembro, e não em novembro.

Sobre as crianças nas creches, a prefeitura deve tentar um acordo com os pais esta semana para ver se é possível a carga horária ser parcial, e não integral, em dezembro, para não gerar prejuízo nem para os profissionais nem para as famílias. Ainda sobre a redução de gratificações, a justificativa é de que isso seria comum numa transição de governo, e qualquer mudança em relação ao ano letivo será acertada com as escolas e os pais.

Comentário meu:

Acordo? A prefeitura tem é de cumprir a parte dela e garantir os serviços até o último dia. O atual prefeito foi eleito pra isso. Castigar os alunos é chancelar o que foi a gestão do início ao fim: um completo desastre.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta