Moro diz que entrou no governo para “evitar maluquices” de Bolsonaro

“Não entrei no governo pelo poder. Se tivesse entrado pelo poder, estaria lá até hoje”, afirmou o ex-juiz em entrevista nesta terça. Sergio Moro, em entrevista à rádio Metrópole, da Bahia, disse que entrou no governo para “evitar as maluquices” de Jair Bolsonaro:

“Eu entrei no governo até para evitar essas maluquices. Quando entrei, ouvi pessoas dizendo: ‘quem bom que você entrou, vai dar equilíbrio’. Não entrei no governo pelo poder. Se tivesse entrado pelo poder, estaria lá até hoje. Fui por um projeto de combate à corrupção. E isso Bolsonaro não seguiu”.

Ele repetiu que não mandou Lula para a cadeia por uma questão pessoal:

“Não existe ninguém acima da lei. Se a gente não der um passo civilizatório, a gente não anda como país. Por que o Brasil não se desenvolve? Por que tem essa percepção de que tem gente acima da lei? Esse desmonte progressivo da Lava Jato é um retrocesso. Como é difícil que pessoas poderosas respondam por seus crimes! Pessoas que foram presidentes. Deputados ricos ou donos de empreiteira. E esse desmonte da Lava Jato é isso. Isso é frustrante para a população brasileira, que é honesta”.

Moro aproveitou também para dizer que não vai criminalizar a política:

“Tem muita gente boa na política. Gente muito boa. Meu DNA é o combate à corrupção. Mas tem que ir muito além. Temos que usar esse ano de 2022 para conversar com as pessoas. Fazer as reformas paradas. Fazer uma revolução na educação pública. Tem muita gente boa que podemos unir para construir um melhor país. O que falta? Falta liderança. E a liderança falta compromisso primeiro com a verdade”.

Fonte: O Antagonista.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e pai de duas filhas lindas, Kassiane e Kauane. O foco principal do blog é informação com responsabilidade e coerência, doa a quem doer!

Você pode gostar...

Deixe um comentário