Partidos sinalizam apoio à Frente Popular e consolidam PSB

Na semana passada lideranças políticas do PSB apontaram para a escolha do secretário de Desenvolvimento Econômico e ex-prefeito do Recife, Geraldo Julio, como candidato da Frente Popular a governador de Pernambuco. O movimento se deu após ruídos de que outras opções poderiam ser colocadas no jogo.

Além da sinalização positiva ao ex-prefeito do Recife por parte dos socialistas, nos bastidores a avaliação é a de que a coalizão liderada por Geraldo Julio deverá reunir os partidos mais representativos em 2022. Além do PSB e do PT, que convergem para uma aliança, deverão integrar a Frente Popular: Republicanos, PP, PDT, PSL, PSD e Solidariedade, além de siglas menores como Rede Sustentabilidade, Avante, PV e PROS. Oficialmente na oposição, o Podemos do deputado federal Ricardo Teobaldo também é esperado nas hostes socialistas, e o MDB, presidido pelo deputado federal Raul Henry, não é dado como certo na oposição.

Esta frente ampla emite um sinal para a classe política de que Geraldo Julio representará um time extremamente competitivo com um exército de prefeitos, vereadores, deputados e lideranças políticas muito numeroso e representativo, que levará o projeto da Frente Popular aos quatro cantos de Pernambuco. Com um tamanho menor, a oposição terá um desafio hercúleo diante da sinalização de partidos de permanecerem na Frente Popular, o que exigirá bastante jogo de cintura daquele que vier a ser escolhido pelo grupo para representar o palanque adversário.

Fonte: Edmar Lyra

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e pai de duas filhas lindas, Kassiane e Kauane. O foco principal do blog é informação com responsabilidade e coerência, doa a quem doer!

Você pode gostar...

Deixe um comentário