Família de jovem morto pela Covid-19 em Petrolina reclama das condições do enterro realizado em Santa Maria da Boa Vista


A família de Sebastião Pereira, de 27 anos, que morreu na segunda-feira (04) pelo novo coronavírus, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, reclamou do local e de como foi conduzido o enterro do jovem. Segundo a família, o corpo foi enterrado na segunda-feira (04), por volta das 23 horas, em uma cova no lado de fora do cemitério de Santa Maria da Boa Vista, sem a presença da família.

A esposa do jovem, Wagneriane Wedna, cobrou esclarecimentos da Prefeitura de Santa Maria da Boa Vista sobre o enterro do marido. “Quando a família chegou no cemitério, as cinco pessoas que poderiam entrar, não entraram, ficaram do lado de fora, longe, às 23h da noite. Disseram que enterrar meu marido ao lado, em um lugar reservado e limpo, e adequado para os Covid-19, que já estava preparado, só que não era nada disso. No outro dia, vimos pelas redes sociais que meu marido foi enterrado fora do cemitério, ao lado do muro do cemitério com entulho de madeira e mato, muito mato, perto da sepultura do meu marido. Eu pergunto o por quê? Meu marido não era um indigente para estar junto com lixo”, relatou.

Os familiares reclamam ainda de não ter enterrado o jovem no Projeto Fulgêncio, em Santa Maria da Boa Vista , onde mora a família.

O secretário municipal de Saúde de Santa Maria da Boa Vista, Nelson Eduardo, disse que o município está seguindo todas as medidas da Organização Mundial de Saúde (OMS) para esse tipo de cerimônia. O gestor informou que o local que o jovem foi enterrado é uma área que vai ser construído um muro para enterro de prováveis vítimas da Covid-19. Ele disse que essa foi uma situação que pegou o município de surpresa e lamentou o episódio.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que não proíbe o traslado de corpos de vítimas da Covid-19, desde que sejam respeitados os protocolos para evitar os riscos de contaminação.

O jovem Sebastião Pereira, de 27 anos, sofria de doença crônica. Ele estava na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Petrolina e foi regulado no domingo (3) para o Hospital Regional de Juazeiro, no norte da Bahia (HRJ) por outro agravo de saúde. Durante o internamento no hospital baiano ele apresentou insuficiência respiratória, foi testado para Covid-19 e o resultado deu positivo. Ele morreu na segunda-feira (04) em Petrolina. (G1)

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta