Eleição 2016: Dhoni, Vilmar e Sandro Patrício. Uma briga voto a voto, aliado a aliado.

As movimentações políticas em Lagoa Grande não param. A briga por apoios políticos para fortalecer as bases para o pleito deste ano só crescem com o passar dias, ou melhor, cresce para uns e diminui para outros, que o diga o pré-candidato Vilmar Cappellaro.

O blog separou os nomes dos três prováveis pré-candidatos que vão brigar voto por voto para assumir o Palácio da Uva e do Vinho, vale lembrar que o nome de Sandro Patrício surgiu nos últimos dias e já vem incomodando muita gente.

A poucos meses das últimas decisões, Cappellaro teve um queda drástica, e perdeu alguns aliados. PCdoB, PP e o PSC, antes estavam alinhados com Vilmar, mas resolveram mudar de barco, e tudo leva a crer que vão se unir com o pré-candidato Sandro Patrício.

DSCN9381

No último sábado os presidentes do PCdoB Carlos Silva, Vanelson Gomes (PP), Ricardo Alencar (PSC), Ernandes Santos (PTN), além de dois assessores de Sandro Patrício estiveram em reunião com Sandro para acertar os últimos detalhes da união.

Lançado pelo PV como pré-candidato, Sandro declarou que não adotará posição de “desconstruir grupo A ou B” mas de construir uma alternativa para a “população de Lagoa Grande ver seus projetos serem executados”. De acordo com ele, “meu nome une e representa um grupo político que defende nova proposta administrativa para o município”.

Sandro frisou que não pode omitir nesse projeto, a geração de emprego e renda, mas sem que signifique tornar a prefeitura cabine de emprego. Na sua opinião, os projetos de desenvolvimento de Lagoa Grande devem ter foco nos postos de vista e necessidades da população.

Com esse apoio de peso dos partidos acima, a pré-campanha de Sandro Patrício ganha forças, por outro lado a de Vilmar Cappellaro teve um grande desfalque e o mesmo terá que correr contra o tempo para tentar reverter essa derrota.

Já o prefeito de Lagoa Grande, Dhoni Amorim, que vai em busca de uma reeleição, também não está tendo uma vida fácil, Dhoni já perdeu vários aliados e terá a função de desbancar seu pai Robson Amorim, ex-prefeito, que não conseguiu o feito de uma reeleição.

A briga de Dhoni está na escolha do seu provável vice, uns dizem que será Doutor Alcides, outros falam que será o filho de um grande empresário da cidade, porém, nada de decisão ainda.

Outro nome que pode entrar na briga é o de Maranhão, mas até o fechamento desta matéria não fomos informados como anda as alianças do mesmo.

 

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta