De acordo com a Polícia Civil de Petrolina, irmão mais novo foi morto para ocultar primeiro homicídio

Uma semana após o crime brutal que chocou Petrolina, a Polícia Civil considera elucidado o duplo homicídio dos irmãos Gustavo e Manoel, de 13 e 11 anos, respectivamente, moradores do bairro Cacheado. De acordo com as informações fornecidas pela Delegacia de Homicídio em coletiva de imprensa nessa manhã (5), os assassinatos foram praticados por dois menores, que confessaram a ação.

“Os dois foram mortos na sexta-feira, no dia 29 de março, embora o corpo de Manoel tenha sido encontrado na segunda-feira. A dinâmica do crime foi praticada por dois adolescentes e constamos a participação de outros investigados, para que possa ser descoberto os autores”, disse o delegado Gabriel Sapucaia.

Dinâmica dos homicídios

Segundo o delegado de Homicídios, Gustavo foi levado pelos menores em um veículo localizado no Cacheado, mesmo bairro onde as vítimas residiam. Ele foi agredido na região do tórax. Um dos infratores estava armado e disparou cinco vezes contra a Gustavo.

Após o crime os menores retornaram ao Cacheado. Um dos infratores foi atrás de Manoel e o levou para o Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 09, onde o matou a tiros. De acordo com Sapucaia, a motivação do crime seria o envolvimento com drogas.

Motivação

“Eles trazem como motivação a droga, nós acreditamos que eles sejam traficantes. Eles tinham aproximadamente R$ 2 mil reais em cocaína. Os menores mortos teriam furtado a droga, sobretudo o Gustavo e por isso os menores ceifaram a vida dos meninos. O Manoel foi morto para ocultar o crime do irmão”, continuou Sapucaia.

Os menores autores do duplo homicídio – um de 16 e outro de 14 – já estão detidos e responderão por ato infracional. No entanto a Polícia Civil segue com as investigações para tentar confirmar se os infratores são de fato traficantes.

Menores seriam vendedores de Francieldo, que está foragido (Foto: Reprodução)

A polícia vincula os menores a Francieldo da Costa Brito, de 26 anos residente no Cacheado que já tem ficha policial e estaria cumprindo pena no regime semiaberto por monitoramento eletrônico, desde 2015. De acordo com o delegado Magno Neves, ele é o responsável por aliciar os adolescentes.

“A investigação aponta a participação de um maior, nós já identificamos e estamos em diligências. O Francieldo é dono do carro, há um indicativo de que essa droga pertencia a ele. A gente acredita que esses adolescentes seriam vendedores dele”, afirmou.

Blog do Waldiney Passos.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e pai de duas filhas lindas, Kassiane e Kauane. O foco principal do blog é informação com responsabilidade e coerência, doa a quem doer!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta