Brasil tem 5.017 mortes e 71.886 casos confirmados. Pernambuco já tem 508 mortes e 5.724 casos

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (28) o mais recente balanço dos casos de coronavírus no Brasil. Os principais dados são:

  • 5.017 mortes, na segunda-feira (28) eram 4.543.
  • Em 24 horas, foram 474 mortes a mais, aumento de 10,4%.
  • Número de mortes é maior do que na China, que teve 4.643.
  • 71.886 casos confirmados, na segunda-feira (28) eram 66.501. Foram 5.385 casos a mais (8,1%).
  • Em 7 dias, foram mais 2.111 mortes.
  • 34.325 estão em acompanhamento(48%).
  • 32.544 pessoas estão recuperadas (45%).
  • 1.156 mortes em investigação.
  • São Paulo tem 2.049 mortes e 24.041 casos confirmados.

Foram confirmados, nesta terça-feira (28), 366 novos casos de pacientes com a Covid-19 em Pernambuco, elevando o número total para 5.724 casos no estado. Também houve confirmação de mais 58 óbitos e, com isso, o estado passa a ter 508 mortes pela doença provocada pelo novo coronavírus.

Dos 366 casos confirmados, 170 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), quando os pacientes foram internados ou tiveram quadro considerados mais graves. Outros 196 pacientes têm quadro considerado leve. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), eles são profissionais de saúde e segurança, além de pacientes ambulatoriais da rede privada.

Com esse acréscimo, o total de 5.724 pacientes é dividido em 3.858 casos graves e 1.866 casos leves. Dos casos graves, 1.508 estão em isolamento domiciliar e 899 internados, sendo 181 em UTI e 718 em leitos de enfermaria, tanto na rede pública quanto privada. Além disso, o boletim aponta 943 pacientes já recuperados da doença.

Até agora, os casos graves confirmados da doença estão em 112 municípios pernambucanos, além de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros estados e países. Do total de mortes, 30 são homens e 28, mulheres. Os mortos tinham entre 27 e 94 anos e faleceram entre 18 e 27 de abril.

As faixas etárias dessas pessoas são: 20 a 29 (1), 30 a 39 (1), 40 a 49 (4), 50 a 59 (10), 60 a 69 (16), 70 a 79 (17), 80 ou mais (9). Dos 58 pacientes que morreram, 30 apresentavam comorbidades, como histórico de hipertensão (19), diabetes (11), doença renal (5), doença cardiovascular (7), obesidade (4), doença pulmonar obstrutiva crônica (1) e hipotireoidismo (1). O mesmo paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação pelos municípios.

Do total de casos confirmados, 1.601 são profissionais de saúde. Houve, ainda, 1.065 pessoas das categorias prioritárias para testagem que tiveram resultado descartado.As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada.

Do G1.

Everaldo

Licenciado em Física pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Professor de matemática e física do Ensino fundamental e médio da rede estadual de Pernambuco. Jornalista registrado sob o número 6829/PE, o blogueiro Everaldo é casado com Amanda Scarpitta e tem como foco: informação com responsabilidade e coerência.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta